1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Qua 8 Jul 2009 - 11:54

Assim, eu estava respondendo e não tinha feito o login, (distração minha, rs) e na hora de postar, pediram o nome de usuária e um código de letras, daqueles usados para ver se não somos virus, rss... só que aparece assim, como convidado e não é possível editar, deletar, excluir, etc
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Henry Evaristo em Qua 8 Jul 2009 - 12:24

Afonso escreveu:
Os contos estão saíndo... muito bom. Confesso que este exercício veio em boa hora porque estava numa seca de criatividade e aí, com a imagem, sei lá, você direciona o teu foco e as coisas parecem sair mais fluentemente.

Bem... também seria interessante, claro, aguardar os que ainda vão postar até o dia 10 para depois, e aí vai depender do Henry dar o seu aval, uma vez que estamos correndo livres, leves e soltos aqui no seu espaço, publicar, quem quiser, lá no Recanto das Letras. Sei que o nobre colega já deu mostras de publicar na Câmara, mas seria interessante publicarmos também lá no Recanto e cada um, no final do seu texto, fazer menção da imagem, do exercício e, pricipalmente o link do local onde eles podem ver a imagem, ou seja, este tópico.

Seria uma maneira de divulgar o Forum e o Blog do amigo Henry ( sei perfeitamente da 50.000 visitas, mas markting nunca é demais, né? )

Alias, poderiamos criar uma citação no final dos contos única, postar todos no mesmo dia, enfim... é uma idéia!

Sim, é como eu disse na abertura do exercício:

"O resultado obtido será publicado gradativamente, e com destaque especial, na Câmara dos Tormentos. Também poderá ser publicado nos blogs e sites dos participantes do exercício e demais interessandos."

Os contos de cada um podem, e devem, ser publicados no máximo de lugares possível. Só pediria que fosse feita sempre e referencia de que o conto é resultado aqui de nosso exercício.
avatar
Henry Evaristo
Admin

Mensagens : 753
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário http://forumdacamara.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Qua 8 Jul 2009 - 12:51

Então, Henry, estamos tentando pensar numa citação única para postar no final do conto, eu comecei, precisamos arrumar.


"Conto escrito para o 1º Exercício de Elaboração de Contos Fantásticos do Fórum da Camara dos Tormentos. Composição de contos de literatura fantástica inspirados por uma imagem."
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Afonso em Qua 8 Jul 2009 - 13:26

Tânia Souza escreveu:Então, Henry, estamos tentando pensar numa citação única para postar no final do conto, eu comecei, precisamos arrumar.


"Conto escrito para o 1º Exercício de Elaboração de Contos Fantásticos do Fórum da Camara dos Tormentos. Composição de contos de literatura fantástica inspirados por uma imagem."

Acho que tá legal! Bem descritivo, só faltado o link abaixo:
http://forumdacamara.forumeiros.com/laboratorio-f8/exerccio-de-elaboracao-de-contos-a-partir-de-imagens-t34.htm

ou
http://forumdacamara.forumeiros.com
Tópico Laboratório
avatar
Afonso

Mensagens : 702
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 50

Ver perfil do usuário http://www.contosfantasticos.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Henry Evaristo em Qua 8 Jul 2009 - 13:30

É isso ai!
avatar
Henry Evaristo
Admin

Mensagens : 753
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário http://forumdacamara.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Qua 8 Jul 2009 - 13:54

eu ja achei repetitivo, e se fosse assim:

1º Exercício de Elaboração de Contos Fantásticos no Fórum da Câmara dos Tormentos. Composição de contos inspirados por imagem.

http://forumdacamara.forumeiros.com/laboratorio-f8/exerccio-de-elaboracao-de-contos-a-partir-de-imagens-t34.htm
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por seguidorlovecraft em Qua 8 Jul 2009 - 15:11

Então, que assim seja.
Eu só não opinei, pois às vezes me enrolo nas notas, nas observações de alguns contos meus. Não queria passar a vergonha de me enrolar opinando para o nosso projeto.

Está muito explicativo, e isso é bom.

LNN
avatar
seguidorlovecraft

Mensagens : 1126
Data de inscrição : 16/01/2009
Idade : 33
Localização : Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://seguidorlovecraft.multiply.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Afonso em Qua 8 Jul 2009 - 15:43

Tânia Souza escreveu:eu ja achei repetitivo, e se fosse assim:

1º Exercício de Elaboração de Contos Fantásticos no Fórum da Câmara dos Tormentos. Composição de contos inspirados por imagem.

http://forumdacamara.forumeiros.com/laboratorio-f8/exerccio-de-elaboracao-de-contos-a-partir-de-imagens-t34.htm

Fechou! Very Happy
avatar
Afonso

Mensagens : 702
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 50

Ver perfil do usuário http://www.contosfantasticos.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Lino França Jr. em Sex 10 Jul 2009 - 13:16

LIBERTO








Nicodemus era o caçula de dois irmãos. Tinha completado dez anos de idade recentemente. Em sua inocência pueril, não conseguia perceber o rápido esfacelamento da família. O pai, Abdon, era um competente mercador de artefatos de cozinha num grande estabelecimento no centro da cidade, fazia de tudo para trazer conforto para a mulher, Magdala, e os dois filhos. Em sua famosa loja, vendia panelas de cobre, caçarolas de ferro, e uma infinidade de modelos de facas, facões, com lâminas afiadas, pontiagudas, e que eram amoladas com extrema precisão pelo comerciante.
Sua determinação no trabalho não era recompensada num mesmo nível pela ardilosa esposa, que mantinha encontros amorosos com uma série de homens da cidade. A mulher não tinha predileção por raça, condição social ou graça. Deitava-se com todos aqueles que porventura despertassem seus instintos femininos.
Em uma dessas aventuras sexuais, acabou por conhecer Lazarus. Homem misterioso, corpo forte, olhar astuto e idéias perversas. Magdala encantou-se pelo desconhecido varão. Sua virilidade arrebatou-a, e ela desejou com avidez um segundo encontro com o novo amante.
Lazarus, por sua vez, percebeu o interesse desmedido da mulher, e com sagacidade, arquitetou um simplificado plano para auferir algo, mediante as informações fornecidas pela mulher, sobre a boa condição financeira do marido.
Na segunda tarde, tendo a ardente mulher nos braços, Lazarus pôs em prática seu astuto projeto. Com a meticulosidade de um gato manhoso, o homem declarou seu amor pungente e arrebatador pela dama, jurando-lhe devoção e honrarias se esta aceitasse seu desposo. Magdala não pensou uma segunda vez e aceitou com celeridade o pedido do amante. Só havia um único problema no caminho do par: Abdon.
Lazarus não fez rodeios e sugeriu que matassem o marido traído na calada da noite; assim, poderiam assumir os negócios do marido e principalmente sua abastança. A mulher inebriada pelos dotes amorosos do amante, consentiu sem pensar duas vezes.

Naquela mesma noite, o plano foi posto em prática.
Por volta das onze da noite, Magdala, que havia deixado propositalmente a pesada porta de carvalho da entrada da casa apenas encostada, facilitando a entrada do invasor, começou a ouvir os primeiros sinais da chegada de Lazarus. A mulher deixou o quarto onde o marido desavisado repousava num sono profundo e merecido. Aquele que seria o seu último descanso na terra.
Pé ante pé, o amante adentrou ao quarto do casal, e com uma afiada adaga de prata, entregue pela própria concubina, rasgou o pescoço de Abdon, fazendo com o que o sangue quente e viscoso do homem esguichasse com força pelo colchão duro.
Ao sair do quarto, Lazarus reparou na fraca luz da lua que refletia através da janela, pelo chão de pinho lustrado. Por um momento se deteve admirando as formas abstratas que o reflexo sombrio do lado de fora da casa trazia ao corredor escuro. De súbito, percebeu a chegada de outro ser logo a sua frente. A sombra de um homem maior do que ele próprio irrompeu no assoalho brilhante e num impulso rápido, cerrou a adaga ainda ensangüentada no abdômen macio do estranho coberto pela escuridão da noite. A vítima escorreu lentamente pela parede do corredor, da mesma forma que seu sangue vertia de suas entranhas. Quando o corpo sem vida do homem chegou ao chão, provocando um som abafado, Lazarus se deu conta que fora traído pela sombra da lua que refletiu a figura aumentada em tamanho do franzino corpo do filho mais velho de Magdala.
A mãe aproximou-se dos dois com passos curtos e indecisos. Olhou para dentro do quarto e constatou que o plano obtivera êxito, porém, a morte do primogênito poderia causar a derrocada do intento de Lazarus. Para sua própria surpresa, a mulher olhou para o cadáver do filho sem demonstrar nenhuma consternação, nenhum sentimento de perda, nenhuma dor. Pelo contrário. A demonstração de coragem do amante, provocou uma excitação incontrolável na mulher que aproximou-se de Lazarus e beijou sua boca com sofreguidão.
Num ato doentio, tomou a adaga de prata de onde fluía o sangue do marido e do filho maior, e a lambeu nervosamente. Foi quando ouviu soluços de um choro infantil detrás de si, e constatou em seguida, que o caçula, Nicodemus, assistira todo aquele espetáculo macabro.
O fim do filho mais novo viria a ser ainda pior do que o do irmão, que teve na morte rápida, a recompensa por ter sido pego de surpresa na cena do crime.
Nicodemus foi trancafiado na torre mais alta da mansão em estilo vitoriano, comprada a alto custo pelo pai. Do alto da edificação era possível ver os belos castelos góticos e outras construções imponentes. Mas, para o infante, aquela inigualável visão lhe seria ceifada, talvez, até os seus últimos dias.
Numa escuridão suprema e absoluta, Nicodemus passou seus dias, semanas, meses, anos, décadas. O pequeno cômodo de três metros por dois, contíguo com um minúsculo banheiro que não continha nada além de uma rústica bacia para suas necessidades, lhe serviria de morada por uma vida toda da qual o garoto tornou-se homem. Talvez homem...
No início a mãe o alimentava uma vez por dia através de uma pequena portinhola rente ao chão frio e úmido. Normalmente o alimento vinha gelado e sem gosto. Com o passar do tempo, a comida viria parca e ruim. Muitas vezes, Nicodemus era obrigado a sustentar-se com acanhados pedaços de carne apodrecida e pão embolorado. A água, ainda que escassa, era a única coisa digerível com gosto por seu organismo despedaçado.
Quando o estômago ardia de fome, a mente lhe pregava peças, e transformava pombos, ratos, baratas e toda sorte de insetos pegajosos e desavisados, que se aproximavam da portinhola pela qual a mãe lhe provia de comida, em pratos saborosos e quitutes refinados. Os pequenos animais eram devorados vivos e com voracidade brutal.
O tempo passou. Dias frios e úmidos. Escuridão total. Angústia e medo. Revolta e desejo de vingança. Fome e desespero.
Aquela dieta, a base de restos de comida apodrecida e animais rançosos e sórdidos, também o transformara.
Os olhos saltados das órbitas, os dentes deteriorados, a pele pestilenta e escamosa, os ossos tortos e doloridos, a magreza nociva, o sangue insalubre, e o próprio mau cheiro do qual fora obrigado a acostumar-se, o transformara numa coisa. Um monstro. Uma anomalia. Talvez num demônio menor.
E o tempo passou. Nicodemus esqueceu seu nome. Esqueceu quem era e o porquê estava ali naquele túmulo enclausurado. Esqueceu o som das palavras. Esqueceu a imagem do próprio rosto.
Perdeu a esperança.

Eis que um dia, a pesada porta de ferro não resistiu aos anos de ferrugem e putrefação acumulada. Num baque surdo, a tranca do cárcere de Nicodemus cedeu e caiu no chão.
Aquele que há muito tempo fora um garoto assustado de dez anos, agora era um ser de condição degradante e débil. Surpreso com a sensação de liberdade, da qual imaginava jamais teria novamente, aproximou-se da porta e a empurrou devagar, arrastando o corpo pra fora.
A madrugada perdia-se em seus últimos minutos, e logo um novo dia rasgaria o céu com a luminosidade do sol inclemente. O vento gélido e cortante alvejou a pele enegrecida e carcomida de seu rosto desfigurado, como se fosse um enxame de abelhas selvagens.
O horrífico ser não era capaz de mensurar a infinidade de impressões, desejos e perplexidade diante da visão da cidade que pouco se recordava depois de passadas duas décadas de angústia e enclausuramento.
Inexplicavelmente não estava cego apesar de anos mergulhado na escuridão absoluta. Aquilo que seus olhos lhe traziam a mente com dificuldade, não se comparava com a primeira lembrança que dilacerava seus pensamentos. A cena passada e repassada tantas e tantas vezes de sua mãe e o amante assassinando o pai e o irmão, e o trancafiando em uma prisão eterna.
Afinal, percebeu que não havia se esquecido de tudo. E seu ódio fez borbulhar seu sangue e tremer sua carne corroída pelo sofrimento.
Uma risada feroz e insana surgiu como uma erupção incandescente em sua garganta.
Ele agora estava liberto para saciar sua maior sede.
A sede que atendia pelo nome de vingança.
avatar
Lino França Jr.

Mensagens : 975
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 44
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://www.masmorradoterror.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Henry Evaristo em Sex 10 Jul 2009 - 13:31

Amigos, quero parabenizá-los pela participação brilhante de vcs neste exercício. Aqui produzimos, com certeza, algo que dificilmente já foi visto em exercícios similares em outros endereços virtuais dedicados ao fantastico. A qualidade literária que permeou este evento serve como uma demonstração para todas as pessoas de como conseguimos estabelecer um grupo de valor real na literatura fantástica nacional. Essa é uma conquista de nós mesmos, de nossa obstinação, de nossa vontade de ir em frente, de nosso desejo de união em torno de um mesmo objetivo. E olha que estamos só no começo! Aliás, excetuando alguns eventos isolados, este foi sempre o nosso espírito, desde a Irmandade das Sombras. Agora vejo como a ideia que adotamos desde aquele grupo (e que tanta polêmica causou com acusações injustas de que estavamos querendo criar hierarquias e elites) estava certa; se buscavamos qualidade, eis ai o que buscavamos! Estavamos certíssimos! E estamos no caminho certo!

O Exercício está terminado em 10 de julho de 2009, como informado previamente. Os resultados começarão a ser publicados na Câmara dos Tormentos em breve. Desde já ficam tmbm a disposição dos amigos para serem organizados e publicados em seus respectivos endereços virtuais.


Mais uma vez, parabens a todos que participaram.


Última edição por Henry Evaristo em Sex 10 Jul 2009 - 14:05, editado 1 vez(es)
avatar
Henry Evaristo
Admin

Mensagens : 753
Data de inscrição : 27/12/2008

Ver perfil do usuário http://forumdacamara.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Sex 10 Jul 2009 - 18:19

Lino, que conto sombrio, gostei deveras, angustiante e ao mesmo tempo, instiga.


O mais interessante é que ficamos a imaginar o que virá por aí, depois desse mundo se descortinando!!!
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Sex 10 Jul 2009 - 18:37

Também quero dizer que adorei o exercício, uma experiência que nunca tinha tentado, mas que valeu mesmo.
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Afonso em Sab 11 Jul 2009 - 1:24

Lino, conto muito bom, Gostei! Trágico e, apesar da virulência dos crimes cometidos pelo amante da mãe desnaturada, belo no fluir da narrativa. Conseguistes construir um personagem digno de pena. Assim como o Ultor, imaginado pela Tânia em ”O Herdeiro” , o teu Nicodemos cai em sofrimento que nos chega visualmente forte e impactante, principalmente quando você descreve a fome da desgraçada criatura. O personagem não fica “ensebado” em nossa imaginação num esforço para concretizá-lo. Ele aparece com força. E no final quando irrompe a risada tétrica, o sabor da vingança antecipada, sabemos que de fato, mesmo que a narrativa termine, que o amante e a mãe irão receber o castigo merecido. Parabéns pelo texto.
avatar
Afonso

Mensagens : 702
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 50

Ver perfil do usuário http://www.contosfantasticos.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Afonso em Sab 11 Jul 2009 - 1:36

Fazendo um balanço geral do primeiro exercício não há dúvida de que foi positivo. Cinco contos diferenciados no tema e no estilo, apesar da base de criação estar vinculada a uma única imagem. Esperamos que no próximo mais membros venham participar. Achei muito interessante mesmo. Apenas sugiro que na próxima inserção de imagem para outro exercício aquele que se responsabilizar para o “serviço” que venha postar uma única imagem, assim na lata, sem votações, sem discussões. O cara vai lá, escolhe, coloca na tela e todos que se virem para ver o que é que sai.
avatar
Afonso

Mensagens : 702
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 50

Ver perfil do usuário http://www.contosfantasticos.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Sab 11 Jul 2009 - 2:00

Sem a votação fica mais rápido, menos burocrático.

Talvez fique mais dificil, rss.. Algumas imagens são tão complexas, mas por mim tudo bem.
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por seguidorlovecraft em Sab 11 Jul 2009 - 12:11

Pode ser. Mas ainda prefiro o sistema de votação, assim ninguém impõe nada.
Quem vai ser o responsável pela figura? (Falo de ante-mão que tenho uma interessante, mas é uma figura que deve participar de votação...)

LNN
avatar
seguidorlovecraft

Mensagens : 1126
Data de inscrição : 16/01/2009
Idade : 33
Localização : Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://seguidorlovecraft.multiply.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Lino França Jr. em Sab 11 Jul 2009 - 13:43

Amigos, obrigado pelos comentários sobre meu conto.
Fiquei muito empolgado pela diversidade de idéias que todos tiveram em cima de uma única imagem.
Parabéns a todos.
avatar
Lino França Jr.

Mensagens : 975
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 44
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://www.masmorradoterror.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Poleto em Qua 15 Jul 2009 - 16:33

Este forum permite a criação de enquetes. A votação fica mais rápida e menos confusa...
avatar
Poleto

Mensagens : 1550
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://casadasalmas.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Tânia Souza em Qua 15 Jul 2009 - 19:05

Mas como funciona isso Sir Poleto???

Seria bom começar a usar já neste exercício dois...
avatar
Tânia Souza

Mensagens : 2066
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 41

Ver perfil do usuário http://recantodasletras.uol.com.br/autores/titania

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Poleto em Qua 15 Jul 2009 - 19:13

Tânia Souza escreveu:Mas como funciona isso Sir Poleto???

Seria bom começar a usar já neste exercício dois...

Acho que nós, usuários comuns, não temos permissão. Talvez o Henry, como moderador, consiga.
Mas que este fórum (phpBB) suporte, isso suporta (ou, talvez, o forumeiros tenha desabilitado este recurso... :S)
avatar
Poleto

Mensagens : 1550
Data de inscrição : 27/12/2008
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://casadasalmas.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por seguidorlovecraft em Qua 15 Jul 2009 - 20:41

Lino, eu estava devendo a leitura do teu conto.
Feito o reparo, falo minhas impressões:

1) a cena descrita do personagem no calabouço, naquele lugar do qual a escuridão era-lhe a única companhia, lembrou-me (tirando os efeitos de terror, se bem que efeitos de horror sempre estão presentes) o filme "O Enigma de Kaspar Hauser", de Werner Herzog. (Caso o amigo não tenha assistido, vale a pena, posso te garantir)

2) Um belíssimo conto, do qual foi possível passar, e muito bem, alguns elementos como a indiferença (da mãe 'desnaturada'), da prestatividade (do pai 'traído'), da inocência (irmão morto por estar em lugar errado na hora errada) e do horror, do qual se transformou Nicodemus.

Ótima produção literária.
Aliás, todos os participantes - realmente - estão de parabéns.


Abraços
LNN
avatar
seguidorlovecraft

Mensagens : 1126
Data de inscrição : 16/01/2009
Idade : 33
Localização : Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://seguidorlovecraft.multiply.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Lino França Jr. em Qui 16 Jul 2009 - 10:51

seguidorlovecraft escreveu:Lino, eu estava devendo a leitura do teu conto.
Feito o reparo, falo minhas impressões:

1) a cena descrita do personagem no calabouço, naquele lugar do qual a escuridão era-lhe a única companhia, lembrou-me (tirando os efeitos de terror, se bem que efeitos de horror sempre estão presentes) o filme "O Enigma de Kaspar Hauser", de Werner Herzog. (Caso o amigo não tenha assistido, vale a pena, posso te garantir)

2) Um belíssimo conto, do qual foi possível passar, e muito bem, alguns elementos como a indiferença (da mãe 'desnaturada'), da prestatividade (do pai 'traído'), da inocência (irmão morto por estar em lugar errado na hora errada) e do horror, do qual se transformou Nicodemus.

Ótima produção literária.
Aliás, todos os participantes - realmente - estão de parabéns.


Abraços
LNN

Léo, não conheço o filme supra citado, mas vou tentar procurá-lo por aqui pra assistir.
Valeu pelos comentários.
avatar
Lino França Jr.

Mensagens : 975
Data de inscrição : 28/12/2008
Idade : 44
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário http://www.masmorradoterror.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por seguidorlovecraft em Qui 16 Jul 2009 - 13:48

Lino, colocarei algumas imagens do filme "O Enigma de Kaspar Hauser" no Necropole.
Posso garantir que é um belo filme.


Abraços
LNN
avatar
seguidorlovecraft

Mensagens : 1126
Data de inscrição : 16/01/2009
Idade : 33
Localização : Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://seguidorlovecraft.multiply.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1º EXERCÍCIO DE ELABORAÇÃO DE CONTOS À PARTIR DE IMAGENS

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum